Representantes Comercial: Pr Gilmar (31) 98719-4997 Eng° Moysés | (31) 3827-2297 | (31) 9 8428-0590 valeonbrasil@gmail.com

Bióloga aponta impactos negativos na natureza causados pelo desmatamento

Bióloga aponta impactos negativos na natureza causados pelo desmatamento

O desmatamento foi um dos destaques na mídia ao longo ano, devido ao elevado número de ocorrências de incêndios florestais registradas no país. Várias áreas de vegetação foram destruídas pelo fogo. O Vale do Aço também registrou várias queimadas, inclusive, no Parque Estadual do Rio Doce (Perd), que é considerada a maior área contínua de Mata Atlântica preservada no Estado, com uma rica biodiversidade e árvores centenárias. Conforme os dados do Centro Integrado de Informações de Defesa Social (CINDS) e dos Registros de Ocorrências, o número de incêndios florestais, entre janeiro e novembro desse ano, foi de 17.782, em Minas Gerais. Em muitos casos, o incêndio florestal teve causa criminosa, com o intuito de aumentar a área para plantio e pastagem. Em entrevista ao Diário do Aço, a bióloga Cláudia Diniz apontou os prejuízos do desmatamento para a fauna e flora. “Os prejuízos são muito grandes, porque o animal necessita de uma área de vida, que ofereça um suporte para ele desenvolver todas suas habilidades e potencialidades. Ou seja, o animal precisa ter seu território preservado. Quando é reduzido, aumenta-se a competição, aumenta-se o impacto e a tendência é que boa parte desses animais saiam da sua área verde e acabem invadindo as cidades e fazendas, causando prejuízo ao ser humano também”, afirmou. Pragas e doenças A bióloga também ressaltou que os animais que conseguem sobreviver ao desmatamento, geralmente, são aqueles que acabam se tornando pragas, como roedores e serpentes, que conseguem se adaptar mais facilmente a essas alterações. “Entretanto, incomodam a população e dão prejuízos para os donos de lavouras. Aumenta-se também a incidência de carrapatos pela falta dos animais, que são controladores. Tem registro de ataques de animais ferozes, como onças, que invadem as fazendas e atacam o gado. Então traz prejuízos para aquele que desmata também. Portanto, é muito importante que a sociedade se conscientize de que é necessário manter as florestas, não só para animais, mas para o controle de pragas e evitar disseminação de doenças”, salientou. Outros impactos Na entrevista, a bióloga apontou outros impactos na natureza causados pelo desmatamento. “Em muitos casos, costuma-se ter uma compactação do solo, na área desmatada, o que contribui para o surgimento de processos erosivos nas áreas de pastagens. No entanto, já existe tecnologia para minimizar esse problema e ter uma produção na pecuária mais sustentável, sem que tenha a necessidade de agredir o meio ambiente. Além disso, precisamos recuperar as áreas destruídas, para evitar todos esses impactos negativos. Espero que a população tenha uma maior conscientização nesse próximo ano”, pontuou Cláudia Diniz.

Fonte:Diario do Aço

 1 total views,  1 views today

Compartilhe com sua rede!