Representantes Comercial: Pr Gilmar (31) 98719-4997 Eng° Moysés | (31) 3827-2297 | (31) 9 8428-0590 valeonbrasil@gmail.com

O HOMEM MAIS RICO DA BABILÔNIA

O homem mais rico da Babilônia foi escrito pelo autor George Clason em 1926 em forma de parábolas. Apesar de ter sido escrito a quase um século, suas lições ainda são muito atuais e o livro é um clássico das finanças
pessoais

A obra nos remete a antiga Babilônia, onde havia abundância de de riqueza
e bens materiais. Aqui friso bens materiais justamente porque a Babilônia
não era um território com riqueza de recursos ou bens naturais.
Uma vez que não haviam riquezas naturais, se fazia necessária a utilização
da criatividade e do empreendedorismo dos seus habitantes a criar suas
próprias riquezas, ou seja, bens que gerassem lucros. É bom ressaltar, afinal
não são todas pessoas conhecem as escritas da bíblia ou são estudiosos de
história e sabem portanto que Babilônia foi um dos mais importantes
centros urbanos da antiguidade.
Algo que pode nos dar uma pequena idéia da importância da antiga
Babilônia é o Museu de Pérgamo, na cidade de Berlim na Alemanha que
está aberto a visitação. Neste museu pode-se ver algumas estátuas e obras
que foram reconstruídas, além de outras construções onde se pode imaginar
um pouco sobre a riqueza daquele povo produzida pela sua própria
necessidade de criar e produzir algo que os sustentasse.
Os babilônios aprenderam o valor do dinheiro e a melhor maneira de
investi-lo, o que é retratado nesta obra literária.
O livro “O homem mais rico da babilônia” inicia quando seus principais
personagens que nunca conseguiram acumular nenhuma posse se unem e
procuram conhecimento externo para conseguirem algo a mais. O principal
protagonista da história é Arkad, que não conseguia separar um dinheiro
para economizar até que um dia conhece Algamish. Este era uma espécie
de bancário, emprestava dinheiro para as pessoas. Assim Arkad lhe
pergunta o que fazer para ter dinheiro como ele.
As ideias principais do livro são sete:
1. De cada dez moedas que ganhar, gaste apenas nove
2. Faça orçamento de seus gastos para dar conta de suas necessidades, alguns
prazeres e mesmo assim poupar 10%
3. Faça o dinheiro multiplicar: aplique em atividades que tragam lucro ou
rendimentos
4. Guarde dinheiro em lugar seguro, onde haja liquidez e tenha lucro;
5. Seja dono de sua própria casa
6. Cuide de sua velhice e de sua família fazendo planos de proteção financeira
para o futuro. Faça aquilo que ama e torne-se excepcionalmente bom nesta
atividade
7. Aumente sua capacidade de ganhar: cultive seus poderes, estude, torne-se
mais experiente e sábio
O primeiro dos tópicos e um dos mais importantes do livro (pague primeiro
a si mesmo) é inclusive citado na obra de Robert T.Kiyosaki em seu
livro Pai Rico Pai Pobre que também é uma das minhas recomendações de
leitura.
Em o homem mais rico da babilônia é citado também o fato de que você
não deve investir em coisas que não se tem conhecimento. Warren Buffet
um dos milionários do mercado financeiro tem duas regras:
1. Nunca perder dinheiro
2. Não esquecer da regra número 1
As possibilidades de erro ao investir em algo que não temo conhecimento,
são sem dúvidas quase que certas. Aplicar seu dinheiro de forma segura é a
única maneira de enriquecer. Você irá se beneficiar dos juros compostos e
deixar o dinheiro trabalhando por você.
Outro tema interessante é o que diz respeito as despesas consideradas
“necessárias”. O autor considera que seriam as mesmas tanto para quem
recebe um salário muito alto, quanto como para quem recebe um salário
mais baixo. No livro é apresentado um conceito que a base é a mesma, e o
restante é apenas vaidade, desejo…
Enfim, todas aquelas razões que levam ao consumismo desenfreado
causando um suicídio financeiro. Caso você queira saber mais sobre o
assunto, escrevi um artigo falando sobre como evitar as armadilhas do
consumo.
O livro “O homem mais rico da Babilônia” de George Clason é um livro de
leitura fácil e agradável e com certeza irá agregar muitos conhecimentos
sobre finanças e investimentos.
Mas como evitar o consumo?
Este tipo de endividamento é comum pois o ser humano tem a necessidade
de pertencer a um grupo além de também ser altamente competitivo.
Existe um ditado popular que define exatamente o conceito da dívida de
imagem:
“Não gaste dinheiro que você não tem, para impressionar uma pessoa que
você não gosta”.
Nós seres humanos somos eternos insatisfeitos, há sempre uma angustia de
consumo que nunca é completamente preenchida.
Via de regra estamos sempre em busca de um corpo perfeito, um carro
melhor, uma casa maior ou o último lançamento de um equipamento
eletrônico.
Devido a incapacidade de lidar com estas frustrações do mundo moderno,
muitas famílias acabam gastando mais do que ganham.
Nada é por acaso
Mas lembre-se de que, nada é por acaso. Posso afirmar com segurança que
alguns destes hábitos autodestrutivos são reflexos das dificuldades passadas
por nossos pais nas épocas de instabilidade econômica e passadas para
nossa geração inconscientemente.
Afinal, qual é o pai ou mãe que não sonha em dar aos filhos tudo aquilo
que sempre desejou e nunca teve?
O problema deste dilema, é que muitas vezes não ponderamos os gastos. E
agora, como evitar o consumo? Deixe-me trazer o raciocínio para uma
situação mais imediatista. Você já reparou por exemplo, que quando
estamos nos sentindo tristes ou bravos existe uma propensão muito maior a
consumir?
Imagine que você combinou de jantar com sua esposa no shopping logo
depois da partida de futebol com os amigos.
Nesta partida você definitivamente não estava inspirado, perdeu três
oportunidades de gol e para completar, seu tênis de futsal preferido abriu
um pequeno furo.
As chances de comprar um tênis novo nesta noite é muito maior do que se
o jantar fosse dois dias depois não é mesmo?
Como todas as profissões, os profissionais de marketing também evoluem e
ficam melhores a cada dia.
O conceito de que quando estamos emocionalmente abalados ficamos mais
propensos a consumir também não é nenhuma novidade, e os profissionais
desta área desenvolveram uma fórmula de vendas extremamente eficaz que
vem se tornando cada vez mais utilizada para lhe induzir a comprar seus
produtos.
Esta nova fórmula de vendas é baseada no conceito D+B+O (dor, benefício
e objeção). Uma vez que nem sempre estamos emocionados, esta fórmula
publicitária tenta nos induzir a compra. Veja a utilização da fórmula:
“Cansado de perder gols? O novo tênis xxx é produzido com tecnologia de
ponta com alta resistência e performance incrível. Todos os tamanhos e
cores por apenas R$ 9,90 ao mês”.
Para ajudar você a não cair na tentação, preparei 9 dicas exclusivas para
você saiba como evitar o consumo.
1 – Cuidado com o comportamento de manada
Mais uma vez ressalto que tenha um cuidado especial com o “Maria vai
com as outras”. Este é um comportamento irracional que desenvolvemos
pela necessidade de pertencer a um grupo.
Não é porque todos seus amigos estão comprando um determinado produto
que comprar o mesmo produto lhe será um bom negócio.
Realize compras planejadas
Todas as suas compras devem ser planejadas, o que não significa que você
não possa comprar alguma besteira vez ou outra.
O importante é ter uma reserva para realizar gastos aleatórios e não
extrapolar seu orçamento mensal.
Não compre por emoção
Se você ver um produto e se apaixonar por ele, cuidado! Não compre
imediatamente, dê um tempo para a emoção passar e procure fazer uma
compra racional.
Este hábito de pensar antes da compra é adotado em todo mundo,
comumente chamado de “Sleep on it” (dormir pensando na decisão). No
dia seguinte você provavelmente não lembrará da compra, se ainda
lembrar. Vá lá e realize seu desejo.
Analise o porque da compra
A dica número 4 funciona em conjunto com as três dicas anteriores. Antes
de realizar uma compra por impulso, faça a você mesmo as seguintes
perguntas:
 Estou comprando porque alguém também comprou?
 Esta compra cabe no meu planejamento orçamentário?
 Já pensei o suficiente para não tomar uma decisão precipitada e me
arrepender?
Saiba o que você tem em casa
É comum algumas famílias terem a impressão que devem comprar um
produto somente por que ele está em promoção.
Antes de sair de casa para fazer as compras no supermercado, verifique o
que você já tem em casa.
Esta é uma forma simples de evitar comprar produtos de promoção
relâmpago (geralmente perto do vencimento) que você não vai precisar por
algum tempo.
Registre todas suas compras
O ato de registrar todas as suas compras em uma planilha ou aplicativo é
muito importante por dois motivos.
O primeiro é porque você só terá um bom planejamento financeiro se não
deixar escapar nenhuma despesa. Já o segundo motivo tem efeito
psicológico, ao notar que você já gastou tudo isso este mês seu cérebro irá
trabalhar a favor da sua economia
Pesquise
A dica de número sete é extremamente importante principalmente para
compras de maior valor.
Antes de comprar um tênis, um celular ou até mesmo um carro visite várias
lojas, é comum encontrar diferenças de preço gritantes entre os
concorrentes.
Não tenha dinheiro em mãos
Quem nunca caiu na tentação de tomar aquele cafezinho por que tinha
cinco reais sobrando na carteira? Longe de mim dizer que você não deve
tomar um cafezinho, pelo contrário, os pequenos prazeres são muito
importantes em nossa vida.
O ponto de vista é que muitas vezes este é um hábito de puro desperdício
uma vez que só tomamos o cafezinho por que não se faz nada com cinco
reais. Mas um café destes por dia são mais de R$ 1.200,00 em um ano.
Aprecie o que você tem
Nós seres humanos somos eternos insatisfeitos, mas será que “aquela”
compra vai nos deixar menos insatisfeitos? Um dos grandes segredos de
todos que enriquecem é viver de maneira mais humilde, ou seja, abaixo do
padrão de vida do qual poderia usufruir.
Mesmo evitando o consumismo excessivo sempre precisaremos fazer
muitas compras.
Nem sempre a compra de um celular ou um carro novo é algo supérfluo
não é mesmo? E agora que você já sabe o valor do dinheiro e como evitar o
consumo vamos ao dilema:

Quanto menos você busca segurança e mais busca oportunidade, mais segurança você terá.” – Brian Tracy

VALEON É TOP – A SUA PLATAFORMNA ONLINE DE DIVULGAÇÃO Site: https://valedoacoonline.com.br/ ou App Android Valeon Entre em contato conosco: Fones: (31) 3827-2297 / (31) 98428-0590 / (31) 99265-6391 OU valeonbrasil@gmail.com

 

Encontre o que você procura!

Procurando produtos, profissionais ou serviços especializados?

show blocks helper

 13 total views,  1 views today

Compartilhe com sua rede!