Representantes Comercial: Pr Gilmar (31) 98719-4997 Eng° Moysés | (31) 3827-2297 | (31) 9 8428-0590 valeonbrasil@gmail.com

De onde vem o dinheiro do histórico socorro americano à crise do coronavírus?


Em 27 de março de 2020, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump,
assinou uma lei criando o maior programa de estímulo monetário da
história do país em tempos de paz. O pacote de US$ 2 trilhões, chamado
de Lei Cares (Lei de Auxílio, Alívio e Segurança Econômica contra o
Coronavírus), representa um dos maiores socorros financeiros já criados. E
não acredito que será o último.
O recorde anterior era da chamada Lei Arra (Lei Americana de
Recuperação e Reinvestimento), criada em 2009, durante o governo do
presidente Barack Obama. Esse pacote tinha como objetivo ajudar a
enfrentar a Grande Recessão, estimulando os consumidores a gastar mais
e visando restaurar a confiança no setor de serviços financeiros.
Em termos simples, a Lei Cares é uma projeto voltado aos empregos. Um
projeto que beneficia tanto empregadores quanto empregados.
Mas ele não oferece alívio aos investidores — porém não creio que tenha
ficado muito longe disso.
O que exatamente consta no projeto de lei?
Como eu disse, a Lei Cares é simplesmente um projeto voltado aos
empregos que beneficia tanto empregadores quanto empregados.
Ela pode ser desmembrada em três partes:
1. Empréstimos para empresas
Talvez você já tenha ouvido falar do PPP (Programa de Pagamento para
Proteção), que é um socorro de US $ 350 bilhões destinado a dar
assistência a pequenas empresas por meio de um empréstimo garantido
pelo governo. Os empréstimos são para empresas que contam com menos
de 500 funcionários. O programa permite a concessão de um crédito
equivalente a duas vezes e meia o valor médio da folha de pagamento
mensal. Do total do empréstimo, 75% devem ser usados para financiar os
custos com salários e benefícios dos funcionários. Os 25% restantes
devem ser usados para pagamentos de juros, aluguel/arrendamento e
serviços públicos.
Essa dívida pode ser perdoada e essencialmente transformada em uma
concessão não tributável.
Há outras três opções de empréstimos disponíveis por meio da SBA
(Administração de Pequenas Empresas). Um deles vai conceder US$ 10
milhões em empréstimos. Cada um dos três tem uma lista diferente de
exigências para que a empresa se qualifique, mas nenhum desses
empréstimos pode ser perdoado, ou seja, não pago.
1. Concessões
Você provavelmente compreende que uma concessão é na verdade um
tipo de presente dado pelo governo, algo que você não precisa pagar de
volta. Então, como já mencionei aqui, se uma empresa que recebe um
desses empréstimos seguir todas as recomendações de seu uso, ela
poderá ter 100% do valor perdoado. Basicamente poderá transformar o
empréstimo em uma concessão.
A segunda concessão oferecida por meio da Lei Cares é o valor adicional
de US$ 600 por semana para os desempregados. Nos EUA. o valor do
seguro-desemprego varia de Estado para Estado, assim como a
quantidade de parcelas pagas. Esses US$ 600 estão sendo pagos além do
valor do seguro-emprego vigente em cada Estado. No Arizona, por
exemplo, o seguro-desemprego paga semanalmente ao trabalhador no
máximo US$ 240. Com a nova lei, o desempregado que se qualifica para receber o benefício receberá então US$ 840 por semana por basicamente
seis meses.
A última concessão é o chamado Pagamento de Impacto Econômico, mais
conhecido como “Trump check”. É um pagamento único no valor de até
US$ 1.200 para cada adulto cujo salário anual for de até US$ 99.000. No
caso de casais que fazem declaração conjunta de Imposto de Renda, o
benefício é concedido a ambos se juntos ganharem até US$ 198.000 por
ano. Quem tiver filhos menores de 17 anos, recebe US$ 500 adicionais por
cada um deles. Assim sendo, um casal com dois filhos pode receber até
US$ 3.400.
1. Impostos
Como a maioria dos donos de empresas e investidores sabem, os impostos
podem representar a maior parte das despesas. A Lei Cares oferece certo
alívio tributário para os indivíduos. É aqui que o investidor também pode ser
beneficiado, apesar do benefício ser pequeno.
Por ora, é possível tomar emprestado US$ 100.000 do IRA (Contas
Individuais de Aposentadoria, um sistema pelo qual o governo americano
permite que a pessoa poupe para a sua aposentadoria com benefício
fiscal). A Lei Cares permite que esse saque seja feito sem penalidade e dá
o prazo de três anos para pagá-lo de volta. Se o valor for pago
integralmente, então a pessoa terá na prática obtido um empréstimo sem
ter que pagar nenhuma taxa.
Para os que têm o plano de aposentadoria 401(k), que se assemelha aos
planos de previdência privada no Brasil, é possível sacar até US$ 100.000
e isso é considerado como um empréstimo, então não há cobrança de
imposto. Mas se a pessoa perder o emprego e tiver um saldo no seu
empréstimo, então o plano para pagar de volta o IRS com cobrança de taxa
entrará em vigor.
Todo investidor e proprietário da empresa terá um cronograma ajustado
para os dois primeiros pagamentos estimados de impostos que vencem no
dia 15 de julho. Um benefício que foi retirado da Lei Fiscal de 2017, mas que agora está de volta, é o que é chamado de “recuperação de prejuízo
operacional líquido”. Se a empresa teve um prejuízo entre 2018 e 2020,
agora ela pode usar essa perda no ano anterior.
De onde vem o dinheiro?
No meu livro “O Segredo dos Ricos: as 8 novas regras para lidar melhor
com o dinheiro”, escrevo que os resgates são o nome do jogo. Isso significa
que os ultra-ricos nunca sofrerão como a classe média e os pobres em uma
crise financeira. As instituições consideradas “grandes demais para
quebrar” sempre serão socorridas. Isso também significa que, às vezes,
grandes instituições preferem crises financeiras porque sabem que serão
resgatadas e também sabem que podem ganhar muito dinheiro com esses
resgates.
Em vez de perguntar o que o presidente Trump fará sobre a crise
econômica, o melhor que os americanos têm a fazer é se perguntar: “O que
eu vou fazer?” Em vez de perguntar se o pacote de estímulo de trilhões de
dólares funcionará, é mais inteligente perguntar: “De onde vêm esses
trilhões de dólares? Estão guardados no cofre de alguém?”
Em termos muito simples, os bancos centrais do mundo só podem fazer
duas coisas:
1. Criar dinheiro do nada, exatamente como as regras do jogo Banco
Imobiliário permitem — algo que estão fazendo hoje aos trilhões; e
2. Emprestar dinheiro que eles não têm. Quando você toma dinheiro
emprestado em um banco, o banco não precisa ter esse dinheiro no
cofre.
Por fim, a dívida gerada por esses pacotes de estímulo é empurrada para o
futuro e seus netos e bisnetos pagarão por isso.
A cada resgate, abdicamos de mais um pouco da nossa liberdade
financeira e a nossa parcela da dívida pública cresce.
A grande mão do governo que toma conta de nossos bancos e resolve
nossos problemas financeiros pessoais por meio de programas
governamentais como os de previdência social e de saúde é uma forma de
socialismo. Acredito que o socialismo enfraquece as pessoas e as mantêm
fracas. Na escola dominical, aprendi a ensinar as pessoas a pescar — não
a dar a elas o peixe. Para mim, o bem-estar e os resgates são puras
formas de dar o peixe às pessoas, em vez de ensiná-las a se sustentar por
conta própria.
Abraço,
Robert Kiyosaki

“O futuro pertence aos que assumem risco, não aos que buscam segurança.
Quanto menos você busca segurança e mais busca oportunidade, mais segurança você terá.” – Brian Tracy

VALEON É TOP – A SUA PLATAFORMNA ONLINE DE DIVULGAÇÃO Site: https://valedoacoonline.com.br/ ou App Android Valeon Entre em contato conosco: Fones: (31) 3827-2297 / (31) 98428-0590 / (31) 99265-6391 OU valeonbrasil@gmail.com

 

Encontre o que você procura!

Procurando produtos, profissionais ou serviços especializados?

show blocks helper

 4 total views,  1 views today

Compartilhe com sua rede!