Representantes Comercial: Pr Gilmar (31) 98719-4997 Eng° Moysés | (31) 3827-2297 | (31) 9 8428-0590 valeonbrasil@gmail.com

Cinco lotes da duplicação da BR-381 ficam à espera da concessão

Senador Carlos Viana afirma que recursos públicos serão usados apenas para concluir os lotes 3.1 e 7 da rodovia

Apenas os lotes 3.1 e 7, da BR-381 Norte, serão duplicados com recursos públicos e os demais terão suas obras executadas pela iniciativa privada. A informação é do senador mineiro Carlos Viana (PSD), que falou ao Diário do Aço sobre a concessão, esperada para o ano que vem.
A rodovia tem sido motivo de pauta e discussões ao longo dos últimos anos. Desacreditada por muitos, a entrega das melhorias na rodovia avança, mas as obras não serão concluídas em 2020.
O senador pontua que a concessão da BR-381 é um dos compromissos mais importantes que tem em seu mandato, para Minas Gerais.
No ano passado, detalha, foram realizadas várias reuniões com o Ministério da Infraestrutura sobre o assunto. Ele acrescenta que conseguiu, juntamente à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), chegar a um edital, ou pelo menos uma proposta, que entende ser a melhor para todos. “Esse documento está sendo analisado pela Advocacia Geral da União (AGU) e também será avaliado pelo Tribunal de Contas. Acreditamos, inclusive tenho conversado muito com o ministro Tarcísio Freitas, que será colocado em praça no primeiro semestre de 2021.
A previsão era de que no segundo semestre desse ano já teríamos uma solução, uma empresa escolhida, mas com a pandemia e o mundo todo passando por um momento muito delicado, é melhor que esperemos até o ano que vem, para que a proposta seja a melhor para todos nós, mineiros e brasileiros”, aponta.
Carlos Viana salienta que com o dólar em alta, as empresas estrangeiras são atraídas. “Já temos, inclusive, um grande conglomerado chinês na área de construção que vem buscando informações sobre a duplicação da 381.
Portanto, acredito que no primeiro semestre de 2021 já teremos o edital, com a empresa escolhida, e até o fim do ano todos os detalhes dessa concessão de pedágio, quais os trechos e prazos, já estarão definidos”, vislumbra.

Concessão
Questionado sobre quais lotes serão de fato duplicados, Viana detalha que somente o 3.1 da BR-381, subtrecho entre o trevo de Jaguaraçu e o ribeirão Prainha e o lote 7 entre o rio Una e Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. “Esse é um acordo que temos com o Governo Federal. Até o fim de outubro de 2020, um total de 66 km duplicados serão entregues à população de Minas Gerais.
Nossa luta, no ano passado, foi não deixar também que a obra parasse, conseguir mais recursos para que ela pudesse ser efetivada em 2020 e conseguimos. Um recurso extra no orçamento e, até outubro, temos o compromisso do Ministério da Infraestrutura de entregar 66 km prontos para a população”, adianta o senador.
Em seu ponto de vista, naturalmente o fato vai dar um reforço maior no edital para a concessão à iniciativa privada, no ano que vem. “Fora os lotes 3.1 e 7, nenhum outro será duplicado, todos irão para concessão. Portanto, as obras que não estão inclusas nessa proposta para a duplicação até outubro serão feitas pela iniciativa privada. Aquelas, inclusive, que infelizmente não foram bem-sucedidas em editais anteriores, a decisão é essa.
A empresa que assumir a concessão terá de realizar todo o trabalho que falta para a duplicação da BR-381”, salienta. Andamento No mês de maio, o Ministério da Infraestrutura informou que liberou mais seis quilômetros de pista duplicada na BR-381.
O segmento aberto ao tráfego fica próximo ao município de Caeté e inclui a entrega de um viaduto de 600 metros, que elimina uma curva de 1,2 quilômetro existente no trajeto entre Belo Horizonte e Governador Valadares, na região Leste de Minas Gerais, além de duas pontes sobre o rio do Peixe.
Esses seis quilômetros fazem parte do lote 7 das obras de duplicação e melhoramentos da BR-381, localizado entre o rio Una e Caeté. Com os outros sete quilômetros que foram liberados em fevereiro deste ano, no lote 3.1 (trecho situado entre Jaguaruçu e ribeirão Prainha) e os outros nove liberados em março, no lote 7 (trecho situado entre rio Una e Trevo de Caeté), já são 22 quilômetros de pista duplicada entregue ao tráfego pelo Dnit. Em 2019, foram liberados 15 quilômetros.
O lote 7 passa a contar com 15 quilômetros de pista duplicada, de um total de 37,5 quilômetros. Das 11 Obras de Arte Especiais previstas (OAE – pontes, viadutos rodoviários e passarelas) seis pontes, dois viadutos e duas passarelas estão concluídos, sendo que a última passarela, localizada no km 422, está 100% montada, faltando apenas acabamentos.
Com 28,6 quilômetros de extensão, o lote 3.1 apresenta 12,7 quilômetros contínuos de pista duplicada concluídos, incluindo os túneis Antônio Dias e Prainha. Das 12 OAEs previstas, nove estão concluídas, duas em andamento, faltando iniciar apenas a ponte do ribeirão Prainha. Naquele mês, a expectativa do Dnit era entregar os lotes 3.1 e 7 totalmente modernizados e duplicados ainda este ano. Perspectiva de conclusão O senador Carlos Viana disse ainda estar otimista e que acredita que com a concessão sendo feita no ano que vem, a duplicação do trecho até Governador Valadares deve ocorrer no mais tardar em cinco ou sete anos. Já a estrada, a BR-262, ligando João Monlevade ao Espírito Santo, essa sim deverá levar um prazo maior.
“Talvez dez, 11 anos, porque é uma área muito difícil, um projeto de geografia muito delicado. Mas até Governador Valadares, acredito que tenhamos um prazo bem menor e estou muito otimista com relação à obra, já a partir do ano que vem”, anseia. Viana pondera que tem noção das dúvidas em razão da pandemia, mas que a economia brasileira pode reagir rapidamente. “E repito, com o dólar a R$ 5 o câmbio, gera a possibilidade de pagamento rápido das dívidas, de retomada da economia, juntamente com juros negativos.
Essa alavanca vai nos favorecer e naturalmente essas obras de infraestrutura vão atrair investimento estrangeiro. Teremos a possibilidade de vencer essa questão da pandemia e reativar a economia muito mais rapidamente. Deixo aqui minha palavra de otimismo com relação à BR-381, a toda população do nosso Vale do Aço e também ao Leste de Minas”, conclui.

VALEON É TOP – A SUA PLATAFORMNA ONLINE DE DIVULGAÇÃO Site: https://valedoacoonline.com.br/ ou App Android Valeon Entre em contato conosco: Fones: (31) 3827-2297 / (31) 98428-0590 / (31) 99265-6391 OU valeonbrasil@gmail.com

 

Encontre o que você procura!

Procurando produtos, profissionais ou serviços especializados?

show blocks helper

 2 total views,  1 views today

Compartilhe com sua rede!